Evento de robótica é atração de Dia das Crianças no Maringá Park

Em parceria com a escola de programação e robótica AREA, o Maringá Park realiza evento de robótica a partir desta sexta-feira (12) até 21 de outubro, em comemoração ao Dia das Crianças. A ação, que ocorrerá no terceiro piso, terá oficinas de criação para crianças e adolescentes de 5 até 17 anos. Para participar, é preciso doar um brinquedo e se inscrever pela internet.

A idealizadora da Area, a pesquisadora Ana Paula Giocomassi Luciano, explica que durante as oficinas de robótica e ciências as crianças aprenderão a criar dispositivos e jogos. Além disso, uma ‘competição’ de melhor criação está programada, o ‘Designton’.

Palestras também fazem parte da programação. Serão abordados os temas ‘Educação ambiental’; ‘Panorama da robótica educacional’; ‘Uso consciente da internet’; e ‘Astronomia para todos’. Já para o público em geral haverá uma exposição de itens ligados à astronomia, por exemplo, com visitação aberta no período do evento.

O objetivo é promover o interesse pela tecnologia e democratizar o acesso à robótica. “Buscamos a inclusão da sociedade em ciência e tecnologia fora dos moldes escolares. Podemos tratar de ciência e tecnologia em qualquer ambiente”, diz Ana Paula.

Programação

As oficinas serão divididas conforme a faixa de idade. A programação completa e o link de inscrição estão disponíveis no site do Maringá Park: maringapark.com.br/. O link direto para as inscrições é o bit.ly/designmaringapark.

NOTÍCIAS

  • 19/10/2018 - 18:30:53
    Em Comitês, associados da Sicredi aprendem sobre cooperativismo

    Os membros dos Comitês Jovem, Mulher e Master da Sicredi União PR/SP – compostos por cerca de cem associados – se reuniram para o último encontro de capacitação da gestão 2017/2018, na Trecsson que fica no Catuaí Shopping Maringá. O evento, realizado nos dias 16, 17 e 18, contou com professores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que conduziram temas escolhidos pelos próprios participantes.

    O Comitê Mulher, por exemplo, optou pelo tema “A mulher e a liderança cooperativa”, com reflexão sobre a atuação da mulher na sociedade, e não apenas no mercado de trabalho. “Foi muito proveitoso, a gente sai daqui certas de que é possível aplicar conceitos de cooperativismo e liderança no dia a dia”, afirma a associada e diretora de escola municipal em Prado Ferreira, Ana Paula Rodrigues..

    Ela acrescenta ainda que participar do Comitê nesses últimos dois anos agregou muito conhecimento. “Embora eu seja associada há nove anos, ainda não tinha me atentado o funcionamento de uma cooperativa. Por isso, as capacitações foram fundamentais. Passei a admirar e a apoiar ainda mais dos trabalhos da Sicredi União, tanto que incentivei a implantação do Programa A União Faz a Vida nas escolas do município em que atuo”, afirma.

    No Comitê Jovem, que abordou “Gestão cooperativa e planejamento estratégico”, o associado e empresário de Araras/SP, Sérgio Mateus Tólolli, também ficou muito satisfeito. “Ao conhecer como funciona a gestão cooperativa percebemos que, de fato, o cooperativismo é uma proposta que faz a diferença na comunidade, em especial pelos programas sociais e de sustentabilidade. Nosso mandato está chegando ao fim, mas quero continuar envolvido e, por isso, me candidatei para ser coordenador de núcleo”.

    A “Gestão cooperativa” também foi tratada no Comitê Master. Para o agricultor Jose Piculli, que é associado há 21 anos, esse foi um momento para reaprender e se atualizar quanto às tendências de mercado. “Por ser mais experiente, às vezes, a gente pensa que já tem bastante conhecimento, mas sempre podemos aprender algo novo. Nesse sentido foi muito válido participar do Comitê e, certamente, vou repassar o conhecimento que adquiri sobre cooperativismo para outras pessoas. Afinal, o que contribui para o bem comum deve ser compartilhado”, afirma.

    No dia 30 de novembro a Sicredi União vai promover a celebração de encerramento dos trabalhos desenvolvidos pelos Comitês nos últimos dois anos. O evento será em Maringá, no Buffet Grande Mesa, às 20 horas, e terá palestra seguida de jantar. Na ocasião também será anunciada a criação do Comitê Sustentabilidade.

    Programa

    Os Comitês funcionam assim: durante o primeiro ano de mandato, os associados participantes usufruem de capacitações específicas sobre cooperativismo, em encontros trimestrais, e visitam o Centro Administrativo Sicredi (CAS), em Porto Alegre/RS, que é a sede nacional do sistema. Nesse período também são discutidos pontos de melhoria e sugestões que podem ser adotadas pela Sicredi União nas áreas de gestão, produtos, serviços ou para programas os sociais e de sustentabilidade.

    No segundo ano de mandato, os próprios associados elencam temas que gostariam que fossem desenvolvidos durante o programa de formação. Dessa forma, a instituição financeira cooperativa atende ao 5º princípio do cooperativismo, que é promover a educação e a formação de seus membros.

    De acordo com a assistente de Programas Sociais, Gabriela Ottoboni de Castro, o resultado de todas essas medidas impacta diretamente o desenvolvimento sustentável da cooperativa. “Os membros dos comitês são líderes em suas comunidades e, por consequência, um importante canal de representação na instituição financeira cooperativa. No futuro, inclusive, eles poderão assumir cargos de coordenadores de núcleo ou de conselheiros na cooperativa, caso tiverem interesse”, declara.

  • 19/10/2018 - 18:30:19
    Violência na Primeira Infância: o que é e como combater

    Em outubro é celebrada no Brasil a Semana Nacional de Prevenção da Violência na Primeira Infância. De 12 a 18 de outubro diversas ações são realizadas pelo país para conscientização sobre as formas de violência sofridas por crianças de até seis anos, período a que corresponde à primeira infância.

    De acordo com a assistente social da Unimed Maringá, Marines Godoy Lima, nos primeiros seis anos, a vida das crianças é marcada por intensos processos de desenvolvimento. “É uma fase determinante para a capacidade cognitiva e sociabilidade em que as crianças precisam de oportunidades e estímulos, para que possam desenvolver aptidões”, diz.

    Na contramão de um ambiente que propicie um desenvolvimento saudável, a violência contra a criança é uma questão social e um problema de saúde pública, especificamente, a violência intrafamiliar, que se refere às formas de abuso que acontecem entre os membros de uma família, com ou sem laços de consanguinidade. A violência pode se dar por meio da negligência e agressões físicas, psicológicas e/ou sexuais.

    Segundo a assistente social, os indícios mais frequentes de que uma criança está sendo vítima de violência são alterações no comportamento. “Falta de motivação, isolamento, ansiedade, comportamento agressivo, depressão, baixo desempenho e evasão escolar são alguns sinais de que a criança precisa de atenção e cuidado”, diz.

    Os reflexos dos atos de violência podem surgir como danos imediatos como pesadelos repetitivos, raiva, culpa, vergonha, medo do agressor e de pessoa do mesmo sexo, quadros de fobia-ansiedade e depressivos agudos, queixas psicossomáticas, sentimentos de estigmatização, entre outros.

    Como denunciar

    O Disque 100 é um serviço de proteção a crianças e adolescentes que funciona diariamente das 8 às 22 horas, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, de acordo com a competência e as atribuições, priorizando o Conselho Tutelar. As denúncias, que são mantidas em sigilo, podem ser feitas por:

    • Discagem direta e gratuita ao número 100
    • Envio de mensagem para o e-mail disquedireitoshumanos@sdh.gov.br
    • Crimes na internet através do portal www.disque100.gov.br
    • Ouvidoria Online Clique 100:

    http://www.humanizaredes.gov.br/ouvidoria-online/
    • Ligação internacional – através do número +55 61 3212.8400

  • 19/10/2018 - 18:29:32
    Ainda dá tempo de fazer inscrições para a Corrida das Cores

    As inscrições para a Corrida das Cores, realizada pelo Maringá Park, seguem abertas. O evento lúdico, marcado para domingo (21), às 9 horas, em frente ao shopping, é voltado para crianças de 1 a 8 anos e tem como principal atrativo a dispersão de pós coloridos não tóxicos sobre elas durante o percurso.

    A expectativa é que cerca de 400 crianças participem da corrida. As que têm 1 e 2 anos vão participar de em um pelotão ‘baby’, que percorrerá 10 metros. Para os demais, o trajeto será de 70 metros.

    O objetivo do evento, que terá como tema ‘Uma aventura na floresta’, é incentivar a prática esportiva por meio de um percurso divertido. Por isso, elas serão coloridas da cabeça as pés enquanto completam o trajeto com pós atóxicos, feitos de produto alimentício. Para retirá-los, basta água e sabão.

    As inscrições podem ser feitas pelo site www.atletismodemaringa.com.br. A participação de uma criança custa R$ 55. Para inscrever duas crianças, o valor é R$ 100 (R$ 50 para cada).

    A inscrição dá direito a um kit com camiseta e materiais para customização, lancheira e garrafinha. Os materiais devem ser retirados no sábado (20), das 10 às 22 horas, no terceiro piso do Maringá Park.

  • 19/10/2018 - 18:28:59
    Sicredi contribui com retorno do trenzinho no Parque do Ingá

    O trenzinho do Parque do Ingá, que estava desativado há mais de 15 anos, voltou a funcionar nesta quarta-feira (17) graças a parceria da Sicredi União PR/SP, Provopar e outras empresas da iniciativa privada junto à Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema). Os passeios serão realizados nas quintas e sextas e nos sábados e domingos, com duração aproximada de 15 minutos cada.

    Os três primeiros meses de funcionamento serão experimentais. Nesse período será feita a avaliação da receptividade do serviço, bem como a correção de eventuais falhas. Se as expectativas positivas forem confirmadas, a administração pública licitará a operação do trenzinho. A proposta é que, além do lazer, a iniciativa promova o agendamento de entidades e escolas, assim como de inclusivos, oportunizando a pessoas com mobilidade reduzida conhecer as belezas naturais do parque.

    Na ocasião, o gerente regional da Sicredi União, Edson Rocha, disse que o retorno do serviço não só resgata a história dos maringaenses, mas também contribui com a educação ambiental. “A instituição financeira cooperativa tem compromisso com a sustentabilidade e com o meio ambiente, por isso, consideramos importante contribuir com essa iniciativa para motivar o contato com a natureza e, por consequência, estimular atitudes de preservação ambiental”.

    Já o prefeito Ulisses Maia ressaltou que o retorno do trenzinho marca a comemoração de 47 anos do Parque do Ingá e reaviva a memória do maringaense. “Quem nasceu em Maringá ou mora há muito tempo no município se recorda do passeio com o trenzinho. As pessoas devem aproveitar essa oportunidade de ter bem no centro da cidade um parque como este”, frisou.

    Com capacidade para 40 pessoas, o trenzinho transitará em até 20 km/h. São três estações onde os visitantes poderão embarcar: a Estação Ingá, na entrada do parque; a Estação do Museu e a Estação do Lago. Os passeios serão realizados às quintas e sextas, das 8h30 às 10h30 e das 14 às 16 horas, para atender as escolas e entidades – agendamento deverá ser feito pelo parquedoinga@maringa.pr.gov.br, e para o público geral aos sábados e domingos, das 8h30 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

     

  • 19/10/2018 - 18:27:31
    Sicredi inicia a prestação de contas do 3º trimestre, nesta terça

    A Sicredi União PR/SP promove seis reuniões regionalizadas neste mês para a prestação de contas referente ao terceiro trimestre deste ano. A primeira delas será em Londrina, nesta terça-feira (16), às 19 horas, no Laguna Buffet. Em seguida, na quarta-feira (17), é a vez de Cianorte, onde o evento será realizado na Vila do Farol, no mesmo horário. O objetivo é manter a prática do princípio de gestão transparente da instituição financeira cooperativa, afinal os associados são os donos do negócio.

    As outras quatro reuniões serão em São João da Boa Vista (dia 22), Piracicaba (dia 23) e em Maringá (dias 29 e 30), no Moinho Vermelho. Os eventos contam com a presença de diretores, gerentes e assessores da superintendência, gerentes de agências, coordenadores de núcleos, conselheiros consultivos, conselheiros de administração e fiscais, e integrantes dos Comitês Jovem, Mulher e Máster. A expectativa é que os seis encontros reúnam cerca de 800 pessoas

    A prestação de contas é realizada trimestralmente em todas as regionais da Sicredi União – Norte e Noroeste do Paraná; Leste Paulista e Centro Paulista. Hoje são 122 núcleos nas quatro regionais, compostos por 366 coordenadores.

    De acordo com a assistente de Desenvolvimento do Cooperativismo, Gabriela Ottoboni Maciel de Castro, a prestação de contas inclui a apresentação de números referentes à quantidade de associados, abertura de agências, depósitos, capital social, créditos totais e patrimônio líquido. Também está sendo abordado o lançamento da pedra fundamental, o projeto da nova sede, o lançamento do Comitê de Sustentabilidade, as plataformas digitais e a inauguração de agências.

    Vale ressaltar que todos os associados poderão acessar as informações da prestação de contas no site da instituição financeira cooperativa (www.sicrediuniao.com.br/). O material do terceiro trimestre ficará disponível a partir desta semana.

No Comments

Post a Comment