Noite Cultural do 4º BPM terá mais de 10 atrações

Neste sábado (17) policiais e bombeiros militares da região de Maringá vão se reunir para uma noite cultural. O evento faz parte das atividades que comemoram o aniversário de 51 anos do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM). No total serão 11 apresentações, entre acrobacia em tecido, luta simulada conhecida como kata, e um stand up comedy sobre a rotina dos militares. Também estão previstas atrações musicais instrumentais e de canto.

As apresentações começam às 19h30 no Teatro Reviver. Quem quiser assistir, basta ir até o 4º BPM (Rua Mitsuzo Taguchi, 99) e fazer a doação de uma caixa de bombom que será destinada a duas entidades assistenciais da cidade: Fundação Ísis Bruder e Sociedade de São Vicente de Paulo. O teatro tem capacidade para 207 pessoas e os convites já começaram a ser distribuídos.

Serviço

Dia: 17/03/2018

Local: Teatro Reviver

Horário: 19h30

NOTÍCIAS

  • 14/09/2018 - 18:44:44
    Feira Organamix do Maringá Park é neste domingo

    Adiada em razão do feriadão de 7 de setembro, a Feira Organamix do Maringá Park será realizada neste domingo (16). O evento ocorre no primeiro piso do shopping, das 8 às 11 horas, enquanto as lojas ainda estão fechadas.

    Uma extensa lista de produtos para uma alimentação saudável é oferecida na feira. O destaque vai para temperos, verduras e legumes orgânicos, geleias orgânicas e para pães e bolachas para quem tem restrição a glúten e lactose.

    A Organamix oferece também atrações culturais, como música ao vivo, além de espaço kids.

  • 14/09/2018 - 18:44:06
    Nailor Marques Júnior ministrará palestra gratuita na terça

    Para ajudar a população a entender o que é o Masterplan e como esse planejamento econômico e urbanístico da cidade vai interferir na vida dos empresários e seus colaboradores, a ACIM, Codem e o Sicoob promoverão na próxima terça-feira (dia 18) uma palestra com o professor Nailor Marques Júnior. Será às 19h30 no Centro Social Urbano (CSU) do Jardim Liberdade, com entrada pela avenida Guaiapó.

    O tema da palestra será ‘2047, o futuro já começou’, já que em 2047 Maringá completará cem anos e o Masterplan vai ajudar Maringá a crescer de forma ordenada e oferecendo qualidade de vida para a população.

    “As pessoas imaginam que 2047 é um futuro distante, que será usufruído por seus filhos e netos. Mas minha palestra mostra como os empresários e funcionários de pequenos negócios, como açougues, bazares e distribuidoras, podem se preparar para esse futuro”, diz o professor, que é formado em Direito e em Letras, autor de 30 livros e já ministrou mais de 2,2 mil palestras no Brasil e no exterior.

    Esta será a segunda de quatro palestras do projeto ACIM em Ação, todas em bairros da cidade e gratuitas. A primeira no Jardim Alvorada, em julho. E no dia 27 deste mês será no Buffet Ilha de Capri, no Mandacaru. Em outubro a palestra será no dia 31 no Centro Comunitário do Conjunto Habitacional Hermann Moraes Barros.

    A participação nas palestras será gratuita. Quem quiser pode retirar convite antecipadamente na Associação Comercial, ou ir direto ao evento. O ciclo de palestras tem apoio da Unimed, Cocamar e Unicesumar.

  • 14/09/2018 - 18:19:56
    Sicredi lança plataforma ‘Como Fazer Juntos’

    Com o intuito de aproximar cada vez mais o cooperativismo de crédito a diversos públicos, o Sicredi lançou, simultaneamente, a plataforma de conteúdos “Como Fazer Juntos” e a campanha “Juntos a gente se entende”, destinada ao público jovem.

    A plataforma tem conteúdos produzidos com os colaboradores, que explicam de forma simples e próxima, por meio de vídeos, o que é o Sicredi, seus produtos e serviços e os diferenciais, vantagens e benefícios de se associar a uma das cooperativas de crédito filiadas ao Sistema. Os vídeos podem ser acessados no site www.comofazerjuntos.com.br. Além disso, também são postados nos canais de mídias sociais do Sicredi.

    “As palavras ‘Como Fazer’ são bastante procuradas no Google quando as pessoas procuram aprender mais sobre algum assunto. E por que aprender como fazer juntos? Em função do cooperativismo ter em sua essência atuar a cultura do trabalho em conjunto para um mesmo fim. Por isso, a plataforma ‘Como Fazer Juntos’ representa o relacionamento próximo e a transparência das nossas relações com associados e a comunidade”, explica Ana Paula Cossermelli, superintendente de Comunicação, Marketing e Canais do Banco Cooperativo Sicredi.

    Já a campanha ‘Juntos a gente se entende’ tem o intuito de estimular o público jovem a considerar o Sicredi no momento de escolher a sua instituição financeira, direcionando para a plataforma de conteúdos. “A campanha atuará em diferentes frentes com ações de endomarketing, publicidade, marketing digital e relações públicas, todas com o intuito de engajar o colaborador do Sicredi, o associado e toda a comunidade na qual nossa instituição financeira cooperativa atua”, ressalta Ana Paula.

    A campanha institucional para o público jovem é composta por uma série de três vídeos e se estende às revistas que circulam nas áreas de atuação do Sicredi, incluindo mídia de massa (spots, anúncios e mídia exterior), ativação por meio de canais digitais (Facebook, YouTube e site do Sicredi) e ações trabalhadas para o público interno. “Nesta fase de nossa campanha institucional, serão trabalhados os materiais com situações cotidianas dos jovens para que eles entendam a importância de escolher uma instituição financeira de forma adequada, logo no início de sua vida financeira”, finaliza a executiva.

    FICHA TÉCNICA – COMO FAZER JUNTOS

    Direção de Criação: Carolina Sebben e Andrey Damo
    Direção de Arte: Gabriel Jansen e Nadine Santos
    Redação: Gabriela Fofonka
    Produção: Luiza Pettini
    Mídia: Daiana Bellaver

    Planejamento: Lucas Kircher
    Atendimento: Luana Olave e Aline Bohn

    Fotografia: Arion Engers
    Tratamento de Imagem: Alexandre Link
    Produtora de Filme: Pádua Filmes

    Diretor do Filme: Lucas Fogs
    Produtora de Áudio: Radioativa

    Aprovação do cliente: Luciana Pedrolo e Ariel Ferraz.

    FICHA TÉCNICA – JUNTOS A GENTE SE ENTENDE

    Filmes: “Louças” (https://www.youtube.com/watch?v=wtiReyrBJw4) e

    “A viagem da galera” (https://www.youtube.com/watch?v=EyF0pAGQP2o)

    Direção de Criação: Gregório Leal e Carolina Sebben
    Direção de Arte: Gabriel Martinez e Gabriel Jansen
    Redação: Gregório Leal, Gustavo Lacerda e Gabriela Fofonka
    Produção Gráfica: Fabiana Crippa
    Produção Eletrônica: Fabiana Crippa e Flavia Cota
    Mídia: Denise Marusiak, Mariana Velloso, Daiana Bellaver e Luana Zeloschi
    Planejamento: Daniele Lazzaroto e Lucas Kircher
    Atendimento: Tânia Grigoletto, Giana Oliveira, Marília Jung e Luana Olave
    Fotografia: Raul Krebs e Mariana Molinos
    Tratamento de Imagem: Casulo
    Produtora de Filme: Santa Transmedia
    Diretor do Filme: Felipe Blankenheim
    Produtora de Áudio: Loop Reclame
    Aprovação do cliente: Ariel Ferraz, Elemara Swbilowiez, Luciana Pedrolo e Victor Costa

  • 12/09/2018 - 18:58:36
    Transferência de presos da região para CCM desrespeita resolução estadual

    Com a instalação de dez celas modulares, a Casa de Custódia de Maringá (CCM) aumentou sua capacidade para 120 novos presos. Destes, 90 estão sendo transferidos da delegacia da 9a SDP para a Casa de Custódia. E outras 30 vagas foram destinadas para presos da região. Acontece que uma resolução da Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná proíbe que a unidade receba presos de outras cidades. É a resolução n. 166/2014, que diz que “a Casa de Custódia de Maringá fica destinada, com exclusividade, aos pres os da Comarca de Maringá” (art. 9º, II)”.

    O Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg) critica a destinação de vagas para presos da região. “Isso é um absurdo e um desrespeito com os maringaenses. Essa transferência de presos de outras cidades desrespeita uma resolução estadual. A CCM foi construída para ser uma cadeia pública de Maringá e devido a essa condição, não tem que receber presos de outras cidades, afinal não é a destinação dela. Se não reclamarmos, corremos o risco de recebermos outras dezenas de presos de outras cidades na CCM, superlotando a unidade”, fala indignado o presidente do Conseg, Antonio Tadeu Rodrigues.

  • 12/09/2018 - 18:58:03
    ACIM recebe candidatos a deputado Roosevelt Mauricio e Homero Marchese

    Os candidatos a deputado federal Roosevelt Mauricio (DEM) e a deputado estadual Homero Marchese (Pros) apresentaram suas propostas para diretores da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) na última segunda-feira (dia 10).

    Advogado, Maurício é professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM) há quase 30 anos e tem um escritório de advocacia, onde, segundo ele, já passaram mais de 15 mil pessoas em 30 anos. O candidato defendeu a formação de novas lideranças políticas. “Quero defender a bandeira da educação e do direito tributário”, declarou.

    Maurício disse que é contrário à “privatização total do Brasil”, mas considera que algumas estatais possam ser privatizadas. Ele defende que como o petróleo é estratégico, a Petrobras não deve entrar no rol de privatizações. “Vamos perder nossa soberania”. Também disse ser contrário às cotas raciais nas universidades públicas. “Se não lutasse muito, não teria chegado onde estou. Meu pai tinha um ditado que dizia para estudarmos e vencermos, porque ninguém rouba nosso estudo. No momento que crio uma cota, estou criando uma vantagem para alguém”.

    O candidato também afirmou que em relação à reforma tributária, tem que haver uma atualização dos valores do Imposto de Renda e um melhor escalonamento das alíquotas. Questionado sobre a intervenção federal na segurança pública, como a do Rio de Janeiro, ele respondeu que “infelizmente no momento em que a segurança foi contaminada pela corrupção, isso requer ações mais contundentes como a intervenção”.

    Na sequência foi a vez do candidato Homero Marchese apresentar sua plataforma eleitoral. Também formado em Direito, Marchese é vereador. “Precisamos fazer diferente. É preciso fazer as reformas da previdência e a tributária, porque não vai demorar para as pessoas entenderem que não vale a pena empreender, com tantos impostos. Temos que fazer a reforma política para darmos possibilidade de gente honesta entrar. É preciso permitir candidatura avulsa, campanhas mais baratas e instituir o voto distrital, para que os eleitores possam acompanhar de forma mais próxima os eleitos”.

    Marchese lembrou algumas leis de autoria dele aprovadas na Câmara Municipal, como a que obriga a publicação do estoque de medicamentos em postos de saúde, e reforçou iniciativas dele em relação à fiscalização do poder executivo local. Se eleito, o candidato quer aumentar os investimentos em educação e defendeu a escola sem partido. “Gastamos mais com ensino superior do que o ensino de base. Essa equação tem que ser invertida. Parece que falta gestão nas escolas estaduais”.

    Sobre as universidades públicas estaduais, Marchese defendeu a cobrança de valores de alunos que podem pagar. “Sou simpático a proposta de que quem pode, deve pagar. Não dá para dividir essa conta com toda a sociedade. Hoje quem não tem dinheiro, paga universidade privada por meio de Fies. É preciso cobrar de quem tem condição de pagar”.

    Sobre o pedágio, o candidato explicou que uma lei não permite a renovação dos contratos no Paraná e que é preciso pensar um “modelo totalmente diferente. Esses contratos foram feitos em uma época em que era preciso garantir retornos maiores para os investidores. Hoje a situação do Brasil mudou”.

    Com a participação de Maurício e Marchese, a ACIM recebeu dez candidatos que pleiteiam cargos públicos nesta eleição. Já estiveram na entidade os candidatos a deputados estaduais Malu Viel (PSL), Flávio Mantovani (PPS), Ricardo Maia (Podemos), a deputado federal Roberto Francischini (Novo) e Tiago Martines (Novo), ao Senado Oriovisto Guimarães (Podemos), a presidente da República Geraldo Alckimin (PSDB) e o candidato a governador do Paraná Ratinho Junior (PSD).

    Os candidatos que quiserem apresentar propostas e plataformas eleitorais na ACIM devem seguir o regulamento, garantindo o mesmo tempo de exposição de projetos. Quem concorre ao cargo de presidente da República terá 40 minutos de apresentação de propostas e outros 20 minutos para responder aos questionamentos da plateia. No caso dos pleiteantes a governador do Paraná e senador, serão 30 minutos de exposição e 20 minutos de respostas a perguntas. Já os candidatos a deputado federal e estadual terão 15 minutos de exposição de projetos e 10 minutos para esclarecer dúvidas.

No Comments

Post a Comment